Ligação Solar – Subestação e a parte CA da Usina de mini geração

Tudo como você nunca viu!

As instalações elétricas para uma usina Solar FV podem ser divididas em três grandes partes:

  • Instalações Elétricas em CC
  • Instalações Elétricas em BT
  • Instalações Elétricas em MT

Para interligar a Usina de mini geração à rede da concessionária é frequente a apresentação do Projeto e a instalação de uma Subestação.

Vamos entender de uma vez por todas

O projeto de uma Subestação é muito mais do que desenhar um layout com os equipamentos. É necessário o conhecimento do desempenho destes componentes frente à utilização em corrente alternada (CA).

E como sempre destaco: fundamental saber consultar as normas específicas para cada atividade de projeto de engenharia.

Para suprir a carência que o mercado apresenta aprimorei um conteúdo específico em SE voltada à mini geração!

Este é o curso Ligação Solar !

Vamos saber mais ?

Então, comece a se perguntar:

Repetindo como sempre faço:

É fundamental a leitura e observância das Normas Técnicas específicas.

Você domina os conceitos fundamentais de eletricidade?

Iniciamos o curso com o alinhamento dos conceitos principais para que você possa relembrar e/ou compreender os tópicos relevantes.

Leis: Ohm, Kirchhoff, Poillet

Números complexos

Soma vetorial

Você ainda lembra?

E da diferença entre tensão de linha e tensão de fase?

Responder com raiz de três vezes alguma coisa vai tornar sua vida difícil (hehe)

Tem mais:

Circuito delta-estrela, transformações, potência aparente, ativa, reativa e fator de potência…

Ainda lembra?

Toma fôlego e segue aqui, junto comigo:

https://unsplash.com/@jacksloop

É o momento de analisar os equipamentos de Subestação/Cabine primária

Estudar as características dos principais dispositivos e equipamentos utilizados em 13,8 e 34,5kV, dentre eles:

  • Transformadores;
  • TC de medição e proteção;
  • TP;
  • Disjuntor
  • Chave seccionadora;
  • Pára-raios;
  • Cabeamento e muflas
  • Relés

Concentra e continua:

Tipos de Subestação

Percorremos os principais tipos de Subestações consumidoras:

  • Simplificada;
  • Ao Tempo;
  • Abrigada blindada x convencional

Qualquer tipo de SE pode ser empregada em FV?
Que impactos a opção por um tipo de SubEstação traz ao projeto?

Questões importantes que você precisa responder!

Dimensionamento de Subestação

Partimos para dimensionar a Subestação de uma Usina fotovoltaica.

Cada integrante do curso desenvolve um projeto para atender aos requisitos da Concessionária adotada (escolhida).

Define o transformador

Dimensiona a seção do cabeamento

Determina a localização do seccionamento

Determina o para-raios

Estabelece a proteção: TC e TP

Proteção

Como fazer uma proteção contra sobrecorrente da entrada de energia?

Proteção de transformador e cabos de MT?

O que é a proteção 50/51?

Como fazer o coordenograma para uma UFV?

Mais perguntas para você anotar e conferir ao final da sua capacitação.

Desenho de Subestação

Tudo reunido, vamos ao layout da Subestação com o desenho eletromecânico nas ferramentas do tipo CAD.

Princípios de Aterramento

Finalizaremos a parte teórica do curso com os princípios de aterramento de uma Subestação.

Em resumo, a dinâmica do curso “Ligação Solar” é:

Acesso às vídeo aulas teóricas na área restrita aos participantes do curso.

Encontros on-line e ao vivo que ficam gravados, permitindo o acesso posterior para rever e estudar mais detidamente.

No total são 10 sessões, de fato uma mentoria, com um mínimo de 2 horas de duração cada uma.

Dá para sanar as dúvidas e desenvolver toda a parte CA e o projeto da Subestação de forma assistida e eficiente.

Próximas Turmas:

Fique atento que abriu a próxima turma!

Aula inaugural dia 03/11/2020 às 19h00 (horário Brasilia)

Ementa resumida:

4 comments

Comentários encerrados.